:: Ainda há tempo de marchar ::




Às vezes tenho medo de um dia chegar lá na frente, olhar pra trás, e perceber que deixei de tomar atitudes necessárias por falta de coragem, por receio de me arriscar, por falta de confiança em Deus.

Tenho medo de chegar lá na frente e perceber que a voz de Deus me convidando a fazer algo era mais nítida do que eu supunha ser, mais audível do que eu pensava escutar e muito mais real do que imaginava.

Tenho medo de, um dia, perceber que o mar não se abriu e escravos cativos não foram libertos, porque eu negligenciei a voz de Deus...por simplesmente me faltarem forças para marchar, por pura falta de fé para estender a minha mão sobre o imenso mar.

Tenho medo de, lá na frente, perceber que a minha família não se salvou das muitas águas do dilúvio que acabaram com a vida na terra, porque eu fui teimoso em não construir a arca...porque, diferente de Noé, não fiz tudo conforme o Senhor me ordenou (Gn 7.5).

Tenho medo de não conseguir ver o arco-íris da aliança de Deus surgir soberano depois da tempestade, porque eu mesmo sucumbi ao dilúvio.

Tenho medo de não conseguir entrar na terra tão sonhada e prometida, porque a minha falta de fé e a minha ingratidão me fizeram perambular sem destino por quarenta anos no deserto.

Tenho medo de que uma multidão de ovelhas famintas e sem pastor continue passando fome e seguindo sem direção, porque eu julguei ser pouco os cinco pães e dois peixes que Deus me deu e, por isso, por eles não agradeci, a eles não abençoei, e sequer os reparti...porque, diferente de Jesus, eu não me enchi de compaixão dos necessitados.

Tenho medo de que a “bíblia” que Deus está escrevendo através da minha vida não contenha relato de milagres. Tenho medo de que meu nome não faça parte da galeria da fé que começou a ser escrita em Hebreus. Tenho medo de ter que ver para poder crer, em vez de crer para poder ver.

Tenho medo de ser divinamente avisado de coisas que ainda não se veem, mas de estar tapando propositalmente os ouvidos do meu coração para não ouvir a voz de Deus. Tenho medo de escutar, mas não querer ouvir. Tenho medo de ver, e não conseguir enxergar.

Tenho medo, muito medo, de ao final da vida, perceber que eu fiz muito e, ainda assim, fiz muito pouco, sentindo um vazio e uma culpa sem fim porque não fiz o que Deus realmente queria que eu tivesse feito.

Tenho medo de ser um servo bom e fiel, mas ser também, muitas vezes, um servo negligente, medroso, omisso e sem fé...porque, sem fé, é impossível agradar a Deus.

Tenho medo de que eu e você sejamos tocados por Deus ao ler esse texto e, segundos depois, ignoremos mais uma vez o que Deus está nos falando. Tenho medo de que eu e você continuemos carregando a mesma culpa e o mesmo vazio por continuarmos não fazendo hoje aquilo que Deus já nos pediu há tanto tempo.

Tenho medo, mas não tenho mais que ter! O tempo passou, é verdade. Eu não fiz, você não fez...mas ainda podemos fazer! Enquanto houver vida, haverá tempo de mudar; ainda haverá tempo de agradar a Deus através da nossa fé. Ressuscitemos a fé que um dia morreu. Marchemos! 


Por Fernando Khoury

"No amor não há medo, pelo contrário, o perfeito amor lança fora todo o medo."1 João 4.18
"Não tenham medo. Fiquem firmes e vejam o livramento que o Senhor lhes trará hoje [...]. O Senhor lutará por vocês; tão-somente acalmem-se. Disse então o Senhor a Moisés: Por que você está clamando a mim? Diga ao povo que marche.”
Êxodo 14.13-15

“Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.”
Tiago 2.26

Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.
Hebreus 11.6

Marcadores: | edit post
Reações: 
10 Responses
  1. Roberta Lima Says:

    Lindo!

    Vou "roubar" para o blog!

    Abraços!

    =)


  2. Anônimo Says:

    Apesar das palavras bem colocadas e de aparentes verdades, o texto está carregado de culpa e não há o menor indício de graça na sua reflexão. Este tipo de motivação pode parecer correta a princípio, porém acredito que não é este o tipo de resposta que Deus quer para o seu amor.
    Lembre-se, por mais que você faça, sempre será pouco, não importa o que seja.


  3. leo... Says:

    Demais! E o Anônimo apenas falou isso para discordar. Seu texto está MUITO bom e fala a verdade! Exatamente o que Deus e Jesus ensinaram, que devemos marchar e que seremos servos inúteis mesmo que façamos o que Deus manda. Continua assim cara, que Deus vai te usar muito ainda pra abençoar a vida de muita gente.


  4. Dida Says:

    Como sempre, seu texto, além de ótimo, foi muito oportuno! Só queria que vc soubesse disso...beijos!!!


  5. Anônimo Says:

    Fantástico Texto!


  6. Amém! Creio nesta palavra, as atitudes demonstram a fé e coragem que temos... sim é tempo!!


  7. F. Sales Says:

    Muito bom. Me fez pensar que todas as vezes que fiz algo por medo, senti o peso da desmotivação quando tal atitude precisava ser repetida. Nada mais angustiante do que acreditar que devemos fazer porque devemos, acreditando que há um Deus irado procurando quem consumir...


    To seguindo seu blog. Depois dá uma passadinha no meu...

    http://corroborado.blogspot.com

    Abç


  8. tenho ensinado na igreja sobre a Prestação de Contas, uma realidade para todas as áreas de nossas vidas e tempos...
    a sua reflexão nada mais é a pura realidade de que um dia, muitos vão prestar contas de uma Frustração a Deus...
    como voce diz na sua reflexão...
    é tempo de mudar, de marchar, de melhorar...
    e fica aqui uma pergunta:
    "o que vamos apresentar ao Pai"

    um dia eu fiz uma oração a Deus:

    "Deus, não me deixe olhar para traz e saber que a minha história continua vazia, quero poder olhar para traz e ver que a minha história deixou algo de concreto"..

    Abraços e té +
    Pr Luiz vosso servo


  9. tenho ensinado na igreja sobre a Prestação de Contas, uma realidade para todas as áreas de nossas vidas e tempos...
    a sua reflexão nada mais é a pura realidade de que um dia, muitos vão prestar contas de uma Frustração a Deus...
    como voce diz na sua reflexão...
    é tempo de mudar, de marchar, de melhorar...
    e fica aqui uma pergunta:
    "o que vamos apresentar ao Pai"

    um dia eu fiz uma oração a Deus:

    "Deus, não me deixe olhar para traz e saber que a minha história continua vazia, quero poder olhar para traz e ver que a minha história deixou algo de concreto"..

    Abraços e té +
    Pr Luiz vosso servo


  10. Lindo texto! Ele reflete aquilo que Deus nos fala quando lemos a Bíblia e que na maioria das vezes esquecemos.
    Parabéns!


  • Ocorreu um erro neste gadget

    :: NEWSLETTER ::

    Cadastre seu email e fique atualizado sobre novas postagens:

    É grátis!

    :: SEGUIDORES ::

    :: ÚLTIMAS ::

    FAÇA SUA PARTE!

    diHITT