:: Obrigado ::

Pelo pouco que conheci, já conheci muito.
E pelo muito que conheci, não acreditei...

Não acreditei no que meus olhos viram.
Não acreditei no que meus ouvidos ouviram
Não acreditei no que senti.

O que eu vi?
Uma forte luz dissipando toda a escuridão.
O que ouvi?Doces palavras rompendo o infinito do silêncio.
O que senti?
Ainda não encontrei palavras para expressar ao certo.

Só sei que estou alegre. Só sei que estou em paz.
Alegre por Te conhecer.
Em paz por descobrir que ninguém mais me ama como você.

Justo quando já estava sendo sufocado,
Percebi que ainda existia ar puro semeado
Em meio a tanta poluição.

E isso me fez perder o medo de respirar;
Me deu nova vontade de viver.

No exato momento em que estava morrendo de sede,
Encontrei fonte de água cristalina ao ver-Te

Em meio ao calor intenso do deserto.

E isso me fez ter forças para continuar;
Me deu coragem para prosseguir.

Quando não conseguia mais enxergar cor no perfume das flores,
Descobri uma rosa repleta de lindos valores

Escondida no jardim da decadência moral.

E isso me fez não perder a esperança;
Me fez não duvidar dos sonhos que Tu sonhas pra mim.

Obrigado, muito obrigado por tudo.
Porque a sua presença em meio a minha ausência me fez ter fé para de novo acreditar...

No que eu não podia mais ver – mas vi
No que eu não podia mais ouvir – e ouvi
No que eu não podia mais sentir – e só senti
Em ti.

Por Fernando Khoury
  • Ocorreu um erro neste gadget

    :: NEWSLETTER ::

    Cadastre seu email e fique atualizado sobre novas postagens:

    É grátis!

    :: SEGUIDORES ::

    :: ÚLTIMAS ::

    FAÇA SUA PARTE!

    diHITT