:: Agir ou Esperar? A solução é plantar ::
"Ao homem pertencem os planos do coração; mas a resposta da língua é do Senhor. O coração do homem propõe o seu caminho; mas o Senhor lhe dirige os passos". (Provérbios 16)

Imagine um pote cheio de sementes de árvores maravilhosas e frutíferas. Cada uma dessas sementes é diferente da outra e gera uma árvore diferente. Pois é... Esse pote é dado por Deus a cada pessoa que O busca verdadeiramente. Deus nos ama tanto que nos dá vários potes com milhões de bênçãos em potencial. Cada pote para determinado tipo de necessidade: um pote para amigos espirituais, outro pote para empregos e, dentre tantos outros, recebemos também o pote do relacionamento amoroso.

Este último pote, como todos os demais, possui milhares de sementes. Todas elas contribuirão para algum propósito que Deus tem em nossas vidas. Contudo, se o homem não pegar a semente e lançá-la à terra, plantá-la e regá-la diariamente, ele nunca verá com seus próprios olhos a benção que Deus deu a ele em potencial, e jamais poderá colher os seus frutos. Isso porque é Deus quem dá as sementes, mas ao homem cabe plantar, semear e colher.

De fato, nem todas as sementes deste pote levarão a bênçãos definitivas. Algumas delas, quando cultivadas, mostrarão algo que Deus quer que aprendamos. Outras acrescentarão ao nosso crescimento espiritual. Em outros casos, Deus não permite nem mesmo que as sementes sejam germinadas, assim como um bebê que não sai com vida do ventre de sua mãe. Não dá para entender, mas Deus tem um propósito até para a semente que não germina.

Assim, apenas uma das sementes de todo o pote, quando plantada, irá dar origem a uma “árvore definitiva” – o casamento. E quando esta semente dá fruto, Deus faz explodir todo o pote de relacionamentos amorosos.

É aí que entra o versículo “o coração do homem propõe o seu caminho; mas o Senhor lhe dirige os passos”. Ou seja, o coração do homem escolhe a semente, mas é Deus quem diz o que e até quando ela vai gerar. Ao escolher a semente, o homem está propondo o seu caminho. Ao gerar certo tipo de árvore, Deus está dirigindo os passos.

Deste modo, algumas pessoas, por vontade exclusiva de Deus, cultivam logo a semente definitiva. Mas a maioria delas, também por vontade exclusiva de Deus, cultiva primeiro as sementes temporárias, que serão bênçãos necessárias para o crescimento almejado por Deus na vida de cada semeador.

Portanto, plante, cultive, regue. Faça o que estiver ao seu alcance. O resto cabe a Deus, pois é Ele quem dá a vida ou tira a vida da semente cultivada. Mas uma coisa é certa: se você estiver buscando a Deus verdadeiramente, essa semente cultivada será benção em sua vida, independente de que tipo de árvore venha a gerar, pois Deus se importa em primeiro lugar em ter seu coração. Qualquer coisa além disso, para Deus, é secundário. Não é destituído de importância, mas apenas secundário.


(Por Fernando Khoury)
:: Para Sempre :: (Dia das Mães)
Pensei, pensei e pensei... Rabisquei e, logo em seguida, risquei as poucas palavras que havia escrito.

É difícil colocar no
papel tudo que sinto pela minha mãe. É difícil encontrar palavras para agradecer a uma pessoa que carrega em seu interior o genuíno amor de Deus, em toda sua simplicidade e grandeza. Receber um abraço da minha mãe é receber um abraço do próprio Deus.


É por isso que faço uso, neste momento, das palavras de Drummond...para não trair meu próprio coração numa vã tentativa de expressar em palavras o inefável.

Mães não morrem...Nós é que morremos no dia em que elas se vão.

(por Fernando Khoury)

--------------------------------------------------------------------------------



PARA SEMPRE
(Carlos Drummond)


Por que Deus permite que as mães vão se embora?
Mãe não tem limite.
É tempo sem hora,
luz que não apaga quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido na pele enrugada.
água pura, ar puro, puro pensamento.
Morrer, acontece com o que é breve
e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é a eternidade.
Por que Deus se lembra (mistério profundo)
de tirá-la um dia?...
Fosse eu rei do mundo,
baixava uma lei:
"Mãe, não morre nunca.
Mãe ficará sempre junto de seu filho.
E ele, velho embora,
Será pequenino feito grão de milho"
  • Ocorreu um erro neste gadget

    :: NEWSLETTER ::

    Cadastre seu email e fique atualizado sobre novas postagens:

    É grátis!

    :: SEGUIDORES ::

    :: ÚLTIMAS ::

    FAÇA SUA PARTE!

    diHITT